Avançar para o conteúdo principal

STF descriminaliza porte de maconha para uso pessoal. Decisão agora será da gramatura da maconha. Pacheco entende que decisão deveria ser competência do Congresso

STF descriminaliza porte de maconha para uso pessoal. Decisão agora será da gramatura da maconha. Pacheco entende que decisão deveria ser competência do Congresso 



Por maioria de votos, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta terça-feira (25) descriminalizar o porte de maconha para uso pessoal. O julgamento foi concluído após nove anos de sucessivas suspensões. O número de juízes que votaram a favor e contra a descriminalização ainda não foi oficialmente divulgado. Com a decisão, o porte de maconha continua como comportamento ilícito, ou seja, permanece proibido fumar a droga em público, mas as punições definidas contra os usuários passam a ter natureza administrativa, e não criminal. Dessa forma, deixam de valer a possibilidade de registro de reincidência penal e de cumprimento de prestação de serviços comunitários.

A Corte deixou para a sessão de amanhã (26) a definição sobre a quantidade de maconha que deve caracterizar uso pessoal e diferenciar usuários e traficantes. Pelos votos já proferidos, a medida deve ficar entre 25 e 60 gramas ou seis plantas fêmeas de cannabis.

Entenda

O Supremo julgou a constitucionalidade do Artigo 28 da Lei de Drogas (Lei 11.343/2006). Para diferenciar usuários e traficantes, a norma prevê penas alternativas de prestação de serviços à comunidade, advertência sobre os efeitos das drogas e comparecimento obrigatório a curso educativo. A lei deixou de prever a pena de prisão, mas manteve a criminalização. Dessa forma, usuários de drogas ainda são alvos de inquérito policial e processos judiciais que buscam o cumprimento das penas alternativas. A maioria dos ministros decidiu manter a validade da lei, mas entendeu que as punições previstas contra usuários não possuem natureza criminal.

Não é legalização

Durante a sessão, o presidente do Supremo, ministro Luís Roberto Barroso, ressaltou que a Corte não está decidindo sobre a legalização da maconha e que o consumo permanece como conduta ilícita. "Em nenhum momento estamos legalizando ou dizendo que o consumo de drogas é uma coisa positiva. Pelo contrário, nós estamos apenas deliberando a melhor forma de enfrentar essa epidemia que existe no Brasil e que as estratégias que temos adotado não estão funcionando porque o consumo só faz aumentar e o poder do tráfico também", afirmou.

Votos

O julgamento começou em 2015, quando o relator, ministro Gilmar Mendes, votou pela descriminalização do porte de qualquer tipo de droga. No entanto, após os votos que foram proferidos pelos demais ministros, Mendes restringiu a liberação somente para a maconha, com fixação de medidas para diferencial consumo próprio e tráfico de drogas. No mesmo ano, votou pela descriminalização somente do porte de maconha, deixando para o Congresso a fixação dos parâmetros. Em seguida, Luís Roberto Barroso entendeu que a posse de 25 gramas não caracteriza tráfico ou o cultivo de seis plantas fêmeas de cannabis. Após pedidos de vista que suspenderam o julgamento, em agosto do ano passado, o ministro Alexandre de Moraes propôs a quantia de 60 gramas ou seis plantas fêmeas. A descriminalização também foi aceita pelo voto para ministra Rosa Weber, que está aposentada.

Em março deste ano, os ministros Cristiano Zanin, André Mendonça e Nunes Marques defenderam a fixação de uma quantidade para diferenciar usuários e traficantes, mas mantiveram a conduta criminalizada, conforme a Lei de Drogas. Novamente, o julgamento foi suspenso por um pedido de vista do ministro Dias Toffoli. Na semana passada, o julgamento foi retomado com o voto do Toffoli, que abriu uma terceira via. Para o ministro, a Lei de Drogas é constitucional e já descriminalizou o porte. No entanto, Toffoli sugeriu dar prazo para o Congresso definir a quantidade para diferenciar usuário e traficante.

Na sessão de hoje, Toffoli esclareceu seu voto e disse que está com a maioria contra a descriminalização. Em seguida, Luiz Fux e ministra Cármen Lúcia também votaram pelo reconhecimento da descriminalização.  

Pacheco: decisão do STF sobre maconha invade competência do Congresso

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), disse nesta terça-feira (25) que discorda da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) a favor da descriminalização do porte de maconha para uso pessoal. Para ele, a decisão invade a competência técnica da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e a competência legislativa do Congresso Nacional sobre o tema, além de gerar uma lacuna jurídica no Brasil.   

“Ou seja, a substância entorpecente na mão de quem a tem para fazer o consumo é um insignificante jurídico sem nenhuma consequência a partir dessa decisão do STF. E essa mesma quantidade dessa mesma substância entorpecente na mão de alguém que vai repassar a um terceiro é um crime hediondo de tráfico ilícito de entorpecentes. Há uma discrepância nisso”, avalia Pacheco. 

O tema está sendo votado hoje pelo STF, mas a Corte já formou maioria pela descriminalização. Segundo Pacheco, apesar de pregar o respeito às decisões judiciais, a descriminalização só pode se dar pelo processo legislativo e não por uma decisão judicial.  

“Essa questão da descriminalização das drogas é uma ideia suscitada em várias partes do mundo, mas há um caminho próprio para se percorrer nessa discussão, que é o processo legislativo”, disse, lembrando que há critérios técnicos para definir se uma substância é considerada ilícita ou não.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

𝘾𝙖𝙣𝙩𝙤𝙧 𝙨𝙚𝙧𝙩𝙖𝙣𝙚𝙟𝙤 𝙨𝙤𝙛𝙧𝙚 𝙖𝙘𝙞𝙙𝙚𝙣𝙩𝙚 𝙙𝙚 𝙘𝙖𝙧𝙧𝙤 𝙣𝙖 𝘽𝙍-153

𝘾𝙖𝙣𝙩𝙤𝙧 𝙨𝙚𝙧𝙩𝙖𝙣𝙚𝙟𝙤 𝙨𝙤𝙛𝙧𝙚 𝙖𝙘𝙞𝙙𝙚𝙣𝙩𝙚 𝙙𝙚 𝙘𝙖𝙧𝙧𝙤 𝙣𝙖 𝘽𝙍-153 O cantor Zé Neto, da dupla sertanejo Zé Neto & Cristiano, sofreu um acidente de carro na noite desta terça-feira (5). O veículo do cantor capotou na BR-153, entre os municípios de Icém e São José do Rio Preto, no interior de São Paulo. Por meio de nota, a assessoria do cantor confirmou o acidente, informou que ele já está no hospital e deu mais detalhes sobre seu estado de saúde. “Zé Neto sofreu um acidente vindo do seu rancho em Fronteira/MG com destino a São José do Rio Preto. O cantor está consciente e foi levado para o hospital. Estamos aguardando a avaliação médica para darmos informações mais precisas.”, revelou o comunicado. O influenciador sertanejo Renato Sertanejeiro, amigo pessoal de Zé Neto e Cristiano, se pronunciou nas redes sociais e tranquilizou os fãs. “O Zé está bem, ele está consciente, de fato, ele sofreu esse acidente. Foi um capotamento quando ele estava voltando do ranch

EXPO ARARUAMA 2023 TERÁ GRANDE PROGRAMAÇÃO DE SHOWS E DIVERSAS OUTRAS ATRAÇÕES

EXPO ARARUAMA 2023 TERÁ GRANDE PROGRAMAÇÃO DE SHOWS E DIVERSAS OUTRAS ATRAÇÕES Alexandre Pires, Barões da Pisadinha, Yasmin Santos e Diogo Nogueira serão as atrações musicais da Exposição Agropecuária. A Prefeitura de Araruama realizará de 02 a 05 de novembro, a Expo Araruama 2023, no Parque de Exposições Manoel Marinho Leão. Considerado o melhor evento agropecuário de toda a Região dos Lagos, a feira deve atrair um dos maiores públicos de todas as edições. O grande destaque são os shows, que este ano contará com muito samba, pagode, sertanejo e piseiro. Na quinta-feira, dia 02 de novembro, o cantor Alexandre Pires fará o show de abertura da exposição. Na sexta-feira, dia 03, os Barões da Pisadinha prometem animar o público com seus sucessos. No sábado, dia 04, o sertanejo da cantora Yasmin Santos subirá ao palco principal. Fechando no domingo, dia 05 de novembro, o cantor Diogo Nogueira vai embalar o público presente com o melhor do samba e pagode romântico.       

𝘽𝙪𝙨𝙘𝙖𝙙𝙤𝙧 𝙥𝙖𝙙𝙧𝙖̃𝙤 𝙙𝙤 𝙂𝙤𝙤𝙜𝙡𝙚 𝙗𝙡𝙤𝙦𝙪𝙚𝙞𝙖 𝙧𝙞𝙫𝙖𝙞𝙨 𝙚𝙢 𝙖𝙩𝙚́ 𝙢𝙚𝙩𝙖𝙙𝙚 𝙙𝙖𝙨 𝙥𝙚𝙨𝙦𝙪𝙞𝙨𝙖𝙨 𝙛𝙚𝙞𝙩𝙖𝙨 𝙣𝙤𝙨 𝙀𝙐𝘼, 𝙙𝙞𝙯 𝙚𝙨𝙥𝙚𝙘𝙞𝙖𝙡𝙞𝙨𝙩𝙖

𝘽𝙪𝙨𝙘𝙖𝙙𝙤𝙧 𝙥𝙖𝙙𝙧𝙖̃𝙤 𝙙𝙤 𝙂𝙤𝙤𝙜𝙡𝙚 𝙗𝙡𝙤𝙦𝙪𝙚𝙞𝙖 𝙧𝙞𝙫𝙖𝙞𝙨 𝙚𝙢 𝙖𝙩𝙚́ 𝙢𝙚𝙩𝙖𝙙𝙚 𝙙𝙖𝙨 𝙥𝙚𝙨𝙦𝙪𝙞𝙨𝙖𝙨 𝙛𝙚𝙞𝙩𝙖𝙨 𝙣𝙤𝙨 𝙀𝙐𝘼, 𝙙𝙞𝙯 𝙚𝙨𝙥𝙚𝙘𝙞𝙖𝙡𝙞𝙨𝙩𝙖 Os acordos do Google para ser o mecanismo de busca padrão em dispositivos móveis e navegadores bloqueiam seus rivais em até metade das consultas realizadas nos Estados Unidos. É o que apontou o economista Michael Whinston, contratado pelo Departamento de Justiça americano, no segundo dia de depoimento no julgamento antitruste (defesa da concorrência) do Alphabet, controladora do Google. — O poder de um navegador padrão é muito significativo — disse Whinston que também é professor do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, e foi contratado pelo Departamento de Justiça para conduzir uma análise empírica do caso — Quando você vê o Google pegando bilhões e bilhões, deve haver um motivo. Esse é o primeiro pensamento, como economista, que me vem à mente — completou. O Departamento de Justiça, em um cas

Costureira Chique curso completo clique na imagem para saber mais.

Costureira Chique curso completo clique na imagem para saber mais.
clique na imagem para saber mais.

EM DESTAQUE ( SAQUAREMA )

Dicas para o que Fazer na Cidade. Navegue aqui
Praias lindas você ver por aqui, www.saquaredes.blogspot.com
Horários dos ônibus (Clique aqui)
Capital do Surf Saquarema Rio de Janeiro.
Saquarema - Região dos lagos, Veja fotos e vídeos.

Saquarema -Rj