Apesar da suspensão, CBF quer manter calendário do Brasileirão Campeonato foi parado devido às tragédias no RS

Apesar da suspensão, CBF quer manter calendário do Brasileirão
Campeonato foi parado devido às tragédias no RS 



Ednaldo Rodrigues, presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), se manifestou neste domingo (26) sobre a sequência da Série A do Campeonato Brasileiro, que deve acontecer no próximo fim de semana.

Ednaldo falou das medidas que a entidade irá propor no Conselho Técnico Extraordinário, que acontece na segunda-feira (27). Uma delas é a manutenção do calendário do futebol brasileiro, a ser finalizado em 8 de dezembro.

"Teremos reunião amanhã com todos os clubes da Série A, com um Conselho Técnico Extraordinário, para buscar a melhor solução para que a competição não tenha uma extensão de calendário. A proposta da CBF é exatamente conciliar de uma forma que não traga consequências para todos os envolvidos, os clubes, os patrocinadores, os atletas, para não acrescerem seu período de férias. E também para não impactar no calendário de 2025", disse ao SporTV, antes do Futebol Solidário, no Maracanã.

"A proposta da CBF é exatamente de manter o calendário de 2024, até dia 8 de dezembro. Lógico que vamos conversar com todos os clubes. A CBF também vai dar várias soluções para que a competição possa terminar dentro daquilo que foi planejado inicialmente no calendário de 2024", seguiu.

A CBF anunciou a paralisação da Série A do Campeonato Brasileiro no dia 16 de maio devido às enchentes que atingem o Rio Grande do Sul há cerca de um mês. As outras competições organizadas pela entidade, além dos torneios continentais, seguem rolando, com a suspensão das partidas dos times gaúchos. Antes de anunciar essa medida, a entidade já havia convocado o Conselho Técnico.

Na última segunda-feira, a CBF anunciou a retomada da Série A do Brasileirão, a partir da sétima rodada, de onde parou. Quanto às partidas adiadas dos clubes gaúchos das rodadas anteriores e de outras competições organizadas pela CBF, a entidade pretende remanejar para datas futuras e de acordo com disponibilidade de datas no calendário.

"A CBF vai propor soluções. A gente sabe que é um momento crítico e que cada um tem que dar um pouco, tem que ter um pouco de desprendimento para que possamos conciliar. A CBF vai buscar a melhor alternativa possível para que isso não aconteça de uma forma tão extensa. Isso, a diretoria de competições e a presidência estarão à disposição para conciliar da melhor maneira possível essas reposições dos jogos com os clubes", finalizou.

Comentários