LÍVIA DE CHIQUINHO PODE ENDIVIDAR ARARUAMA E CAUSAR UM ROMBO NOS COFRES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO

LÍVIA DE CHIQUINHO PODE ENDIVIDAR  ARARUAMA  E CAUSAR UM ROMBO NOS COFRES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO 

A Câmara Municipal de Araruama vai realizar na manhã desta segunda-feira (4), uma Audiência Pública de iniciativa do Poder Executivo Municipal, para debater uma proposta incluída na Lei Orçamentária Anual de 2024, autorizando a prefeita Lívia de Chiquinho a contrair empréstimos, dando como garantias receitas futuras colocando em risco a saúde financeira da cidade de Araruama.

No bojo da proposta orçamentária, os dispositivos elencados nos artigos de 12 a 15, autorizam a Prefeita Lívia de Chiquinho a fazer operações de crédito endividando o município de Araruama. Trata-se de proposta que pode colocar em risco e comprometer os recursos da saúde, educação, além de áreas essenciais que amparam as necessidades básicas da população araruamense. 

Embora a prefeita justifique as medidas, invocando a necessidade de manter o equilíbrio financeiro do município e garantir o cumprimento das metas fiscais para o exercício de 2024. A proposta é vista com muita desconfiança, tendo em vista que a cidade obteve excessos de arrecadação nos últimos 3 anos, sem uma destinação conhecida ou investimentos na melhoria da qualidade de vida da população.

A administração municipal pode ser comparada a uma caixa-preta, com uma gestão obscura e pouco transparente por parte da prefeita conhecida como laranja do seu marido e ex-prefeito de Araruama, multi condenado por desvio de recursos públicos, Chiquinho do Atacadão.

A mobilização está sendo feita para conscientizar a sociedade civil para que se manifeste em sentido contrário, proibindo a prefeita de cometer tamanho descalabro, pois além da dívida principal, recairão sobre o valor devedor, encargos administrativos, juros, impostos e mesmo, além de outras sanções, o risco de provocar um rombo nas contas públicas do município.

Fonte : Cabo Frio em Foco 
Com informações  a página  Jornal O cidadão


Comentários