Anvisa proíbe comercialização de lote de sal da marca Carrefour devido à deficiência de iodo.

Anvisa proíbe comercialização de lote de sal da marca Carrefour devido à deficiência de iodo.

Consumidores devem estar atentos aos riscos para a saúde e realizar descarte imediato do produto afetado.A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu, nesta quarta-feira (05),  a comercialização do lote 22922 de sal da marca Carrefour em Guapimirim, região Metropolitana do Rio, e em outras partes do Brasil. A medida foi publicada no Diário Oficial da União, que também suspendeu a distribuição e fabricação e determinou o recolhimento do produto.

Segundo informações do órgão regulador, exames laboratoriais realizados pelo renomado Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, revelaram um resultado insatisfatório em relação ao teor de iodo, que estava abaixo do mínimo estabelecido pela legislação. Desde 2003, após uma consulta pública, a iodação do sal foi ajustada para uma faixa entre 20 e 60 ppm (partes por milhão).

Vale ressaltar que o sal de cozinha Carrefour é fabricado pela Norsal, empresa sediada no Rio Grande do Norte. A rede de supermercados terceiriza a produção, porém, o produto é comercializado com a sua marca.

A iodação do sal de cozinha para fins alimentares é obrigatória desde a década de 1950, seguindo as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), e tem como objetivo prevenir problemas como bócio (aumento da glândula tireoide), cretinismo em crianças (retardo mental grave e irreversível), surdez, mudez e outras anomalias.

O iodo desempenha um papel essencial na síntese dos hormônios tireoidianos, que são produzidos pela tireoide, uma glândula localizada no pescoço. Esses hormônios têm impacto no crescimento físico e neurológico, no metabolismo e na regulação da temperatura corporal. Além disso, o iodo é importante para o funcionamento adequado de vários órgãos do corpo humano, como coração, fígado, rins, ovários, entre outros, conforme informações divulgadas pelo Ministério da Saúde.

A deficiência de iodo na alimentação está associada a altas taxas de natimortos e ao nascimento de crianças com baixo peso, decorrentes da má nutrição durante a gravidez. Além disso, há riscos de aborto e de mortalidade materna.

No Brasil, em 1955, a deficiência de iodo afetava 20,7% da população. No entanto, graças à iodação universal do sal, esses números foram diminuindo progressivamente. Em 2000, o índice de deficiência de iodo no país era de apenas 1,4%.

Diante dessa situação, é fundamental que os consumidores de Guapimirim, assim como de outras regiões do Brasil, verifiquem se possuem o lote 22922 de sal da marca Carrefour em sua despensa e o descarte imediatamente. A saúde e o bem-estar de todos devem ser prioridades, e a vigilância sanitária está empenhada em garantir a qualidade dos produtos que chegam às mesas dos brasileiros.


Comentários