Novo RG vai ser obrigatório em todo país; saiba até quando você precisa atualizar seu documento

Novo RG vai ser obrigatório em todo país; saiba até quando você precisa atualizar seu documento

A Carteira de Identidade Nacional, novo RG brasileiro, será obrigatório em todo o país. Veja mais detalhes sobre o documento.
A partir de março, a CIN (Carteira de Identidade Nacional), conhecida como novo RG, passará a ser obrigatória no Brasil. O novo documento existe desde o ano passado, mas muita gente ainda não sabe do que se trata ou onde pode ser emitido.
O novo RG será obrigatório e utilizado para identificação de todos os brasileiros, substituindo assim o atual RG e CPF. O documento deve ser emitido para toda a população nacional ainda em 2023. Confira, a seguir, todos os detalhes sobre a CIN.
A CIN deve substituir todos os outros documentos de identificação atuais, além de contar com número de CPF impresso. Diferente do RG atual, o novo passará a valer em todo o território nacional. Assim, caso você mude de estado, não precisará emitir um novo documento.

Constarão no novo RG os seguintes dados:

- CPF como único número de identificação;
- além da versão física, a versão digital do documento poderá ser consultada pelo gov.br;
- código MRZ (utilizado em passaportes);
- QR Code para validação presencial e online.

Mudança obrigatória

A mudança do documento de identificação vale para todo o país. Por enquanto, apenas alguns estados começaram a emitir o novo RG, entre eles: Minas Gerais, Goiás, Paraná e Rio Grande do Sul. O restante do Brasil tem até o final desse ano para emitir e começar a usar a CIN. O prazo para início da emissão do documento nos demais estados é 6 de março.

Todo brasileiro que tenha até 60 anos deve realizar a troca, por isso, é importante ficar atento aos pontos de emissão do seu estado. Mas não se preocupe, pois o prazo para a troca é longo e todos poderão, com calma, emitir o documento.

Para pessoa com mais de 60 anos, o atual RG servirá como documento de identificação por tempo indeterminado. Para pessoas com menos de 60 anos, o antigo documento terá validade até 2032.
Com informações da página ro em foco 


Comentários