Faz: dinheiro esquecido começa a cair hoje na conta Segundo o Banco Central, há R$ 6 bilhões a serem resgatados

Faz: dinheiro esquecido começa a cair hoje na conta
Segundo o Banco Central, há R$ 6 bilhões a serem resgatados

O saque do dinheiro esquecido pelos correntistas em bancos e outras instituições financeiras pode ser retirado nesta terça-feira (07/03). A consulta para conferir quem possui o valor foi reaberta na última terça-feira (28). De acordo com Banco Central (BC), há aproximadamente R$ 6 bilhões de valores disponíveis. 

Para verificar se há algum dinheiro "esquecido" para ser sacado é preciso acessar o site Valores a Receber, informando o CPF e a data de nascimento, no caso de pessoas físicas, ou CNPJ e data de abertura da empresa, no caso de pessoas jurídicas. Caso tenha valores, o usuário poderá acessar o sistema com sua Conta gov.br, e quem não tiver valores não precisará acessar o sistema.

Pessoas falecidas

No caso da consulta para pessoa falecida, é preciso acessar a página da mesma forma, informar CPF e data de nascimento da pessoa falecida. Após descobrir que há valores de pessoa falecida, o usuário irá selecionar Acessar o SVR e entrar no sistema com a sua própria Conta gov.br, nível prata ou ouro. Já no sistema, basta clicar no botão 'Valores para Pessoas Falecidas' e aceitar o Termo de Responsabilidade de consulta a dados de terceiros. 

Para acessar os dados da pessoa falecida é preciso ser herdeiro(a), testamentário(a), inventariante ou representante legal.

O sistema, então, informa em qual instituição estão os valores, os dados de contato da instituição e a faixa do valor, segundo a tabela abaixo:

- De R$ 0,01 a R$10,00

- De R$ 10,01 a R$100,00

- De R$ 100,01 a R$ 1.000,00

- Acima de R$ 1.000,01 

Com essas informações, o usuário poderá entrar em contato com a instituição e combinar a forma de apresentar a documentação necessária para comprovar que é herdeiro(a), testamentário(a), inventariante ou representante legal da pessoa falecida. Nesse caso, não é possível solicitar o valor diretamente pelo sistema.

Golpe

Para prevenir que os usuários caiam em golpes, o Banco Central alerta que não envia links nem entra em contato para tratar sobre valores a receber ou para confirmar dados pessoais. Somente a instituição que aparece no Sistema de Valores a Receber é que pode contatar o cidadão e ela nunca vai pedir senhas.


Comentários