Nesta quarta-feira (dia 25), a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) realiza uma audiência pública para discutir a revisão tarifária periódica da Enel Distribuição Rio, que deve vigorar a partir de 15 de março.

Nesta quarta-feira (dia 25), a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) realiza uma audiência pública para discutir a revisão tarifária periódica da Enel Distribuição Rio, que deve vigorar a partir de 15 de março. 

De acordo com a proposta, as tarifas da concessionária deverão ser reajustadas nos seguintes índices: 15,82% para os consumidores residenciais; 16,01% em média para os clientes de baixa tensão; e 4,44% para os de alta tensão (indústrias). Com isso, o efeito médio será de 13,02%.

O reposicionamento tarifário, feito no momento da revisão tarifária periódica, consiste na redefinição das tarifas em nível compatível com a cobertura dos custos operacionais eficientes e com a remuneração dos investimentos.

Antes da audiência, foi aberta uma consulta pública sobre a revisão tarifária da distribuidora, que atende cerca de 2,7 milhões de unidades consumidoras em 66 municípios do Estado do Rio. O prazo para o envio de sugestões começou no dia 15 de dezembro e terminará em 30 de janeiro.

Segundo a Enel, o processo de revisão tarifária ocorre a cada cinco anos, quando é revisto o equilíbrio econômico financeiro da distribuidora. A empresa também ressalta que o processo é conduzido pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e que a definição da tarifa é baseada em leis e regulamentos federais, que têm impostos, encargos setoriais, custos de geração e transmissão, que não são de responsabilidade da Enel.


Comentários