Amor e os outros sentimentos

O que são esses sentimentos cruéis

Com o advento das redes sociais, vivemos em um mundo de imediatismos e ilusões. Precisamos a todo o tempo sentir algo, se apaixonar, se arrepender, desejar algo ou alguém, tudo isso constantemente. 


Vivendo nessa pressa é comum confundirmos sentimentos. Parte por falta considerável de auto-conhecimento, mas parte disso tudo para tentar sanar qualquer vazio interno que nos fizeram acreditar que possuímos. E nessa grande confusão, nos perdemos no que é o amor, e o que são os outros sentimentos. 


O amor é um sentimento de carinho e demonstração de afeto que se desenvolve entre pessoas que possuem a capacidade de demonstrar. Além disso tudo, acontece principalmente entre aqueles que sabem cultivar. 


Comumente, o amor é constantemente confundido com a paixão. Isso porque essa última também é uma especialista em provocar reações muito intensas e sentimentais. Esse é um sentimento que surge inesperadamente, e surpreende quem é acometido por ela. 


No entanto, sua maior diferenciação em relação ao amor é o tempo. A paixão é intensa mas efêmera. Tende a estar correlacionada a atração, seja ela física ou sentimental. Uma vez que a atração não existe mais, a paixão sai de cena. 


Outro sentimento que pode ser confundido com o amor, é o desejo. O desejo está diretamente relacionado à ação de possuir. Um sugar daddy pode ter o domínio sobre sua sugar baby. E para essa, isso pode ser algo dúbio. Mas é completamente diferente do amor. 


O desejo é algo natural, porém quando sentido em excesso, pode ser prejudicial para as relações. Sua diferença para o amor é nítida: o amor é completo, ele não precisa do sentimento de posse. 


A posse te leva ao ciúmes, que apesar de considerado “normal” por parte da sociedade, pode ser algo nocivo. O amor conecta as pessoas e é capaz de fazer com que elas compartilhem sentimentos, momentos e vidas. 




Comentários