O cenário literário cabo-friense vai ganhar mais uma obra de autoria do poeta, letrista, compositor e músico Abel Silva.

📔O cenário literário cabo-friense vai ganhar mais uma obra de autoria do poeta,  letrista, compositor e músico Abel Silva.



📣 O autor irá lançar seu 22º livro, intitulado "O caderno vermelho das manhãs", com 72 poemas escritos durante a pandemia. Os versos trazem reflexões sobre medo e tempo, e combinando as palavras com facilidade e fluência, Abel escreve, de forma leve, sobre meio ambiente, política, tortura, amor, saudade e angústia.

👉🏼 Abel Silva estudou na Faculdade Nacional de Filosofia e Direito, e foi editor de cultura do jornal Opinião, nos anos 1970. Ao longo de seus 50 anos de carreira, ele escreveu mais de 300 músicas e lançou diversos livros, como "O Afogado" (1971), "Açougue das Almas" (1974), "Asas" (1975), "Mundo delirante" (1990), Poema Ateu (2011), O gosto dos dias (2015) e "Fôlego" (2018), todos pela Editora 7 letras.

📍Sua mais nova obra, "O caderno vermelho das manhãs", será lançado no próximo dia 22 de julho, às 19h, no Charitas.

Comentários