Operação da PF e MPRJ mira organização criminosa que atua no tráfico na Região dos Lagos do Rio

Operação da PF e MPRJ mira organização criminosa que atua no tráfico na Região dos Lagos do Rio

G1 > Região dos Lagos 



Operação Maleficus foi realizada na manhã desta quinta-feira (13) com o objetivo de cumprir 19 mandados de prisão e 19 de busca e apreensão nas cidades de Rio das Ostras, Rio de Janeiro, Macaé e Campos dos Goytacazes. Armas e munições apreendidas durante investigações contra organização criminosa que atua no tráfico da Região dos Lagos do Rio Divulgação/Polícia Federal Uma operação da Polícia Federal em conjunto com o MPRJ contra uma organização criminosa que atua no tráfico de drogas na Região dos Lagos do Rio foi realizada na manhã desta quinta-feira (13). A operação Maleficus tinha objetivo de cumprir 19 mandados de prisão e 19 de busca e apreensão nas cidades de Rio das Ostras, Rio de Janeiro, Macaé e Campos dos Goytacazes. A ação conta com a presença de 80 policiais federais. Os mandados foram expedidos pela 2ª Vara Criminal de Rio das Ostras. Até as 9h, oito pessoas já tinham sido presas na operação. De acordo com a PF, durante as investigações foram presos 40 criminosos em flagrante, e com eles apreendidas substâncias ilícitas como maconha e cocaína, 12 armas de fogo de diversos calibres, um veículo clonado e dinheiro em espécie. A operação desta quinta-feira busca prender os demais envolvidos que ainda não foram encontrados. Drogas e dinheiro foram apreendidos durante investigações contra organização que atua no tráfico na Região dos Lagos do Rio Divulgação/PF As investigações apontam que os carregamentos contendo drogas saíam de comunidades da cidade do Rio de Janeiro, dominadas pela mesma facção criminosa que atuava em Rio das Ostras, onde passavam a ser distribuídas para outros municípios vizinhos. Os presos foram encaminhados à Delegacia de Polícia Federal em Macaé para os procedimentos de praxe e responderão por diversos crimes como tráfico de drogas, associação ao tráfico ilícito de entorpecentes e porte ilegal de arma de fogo. As penas podem ultrapassar os 20 anos de prisão.

Comentários