MINEIRA COSTURA E DISTRIBUI PRÓTESES MAMÁRIAS DE GRAÇA A MULHERES COM SEIOS REMOVIDOS

MINEIRA COSTURA E DISTRIBUI PRÓTESES MAMÁRIAS DE GRAÇA A MULHERES COM SEIOS REMOVIDOS

Proprietária de uma loja de lingeries na cidade de Juiz de Fora (MG), a empresária Luciana Caldas, de 51 anos, costura e doa próteses acolchoadas para mulheres que tiveram os seios removidos, mas que, por algum motivo, não puderam colocar silicone.

Tudo começou em 1995, quando uma senhora mastectomizada entrou na loja pedindo a ajuda de Luciana. Ela nunca havia visto um seio após ser removido, já que na época não existiam tantas campanhas de conscientização sobre os perigos do câncer de mama.

“A gente ouvia falar de câncer de mama, mas não tinha noção de como era a situação. […] Naquela época não vendia sutiã de bojo, aí nós pegamos meias finas, colocamos retalhinhos dentro da meia e fizemos uma prótese para ela”, contou Luciana em entrevista ao Razões.

A partir de então, a mineira não parou mais de costurar suas próteses. Foram tantos exemplares nas quase três décadas de trabalho gratuito, que ela não sabe ao certo quantas fez, mas acredita que o número passe de 3 mil unidades.

Foto e texto: Razões para acreditar

Créditos: GIRO SERRA


Comentários